Conheça a atriz Liz Carr ou Como evitar cripface em filmes e séries

Imagem de destaque

É, eu sei. O título desse texto ficou enorme, porém em minha defesa precisava colocar tudo o que o trabalho da Liz representou para mim e, talvez seja o mesmo para você. Se você não me conhece, precisa saber do meu gosto por filmes de ficção científica, fantasia, distopia e afins para entender melhor esse … Continue lendo Conheça a atriz Liz Carr ou Como evitar cripface em filmes e séries

INHOTIM PARA CADEIRANTES – parte II

Descrição: foto de Ieska sentada na cadeira de rodas com um fundo de parede amarela, chão com pedras e uma faixa de grama. Ela está sorrindo olhando para o lado direito, usa óculos escuros com aros vermelhos e suas mãos estão repousadas sobre os joelhos. Ao seu lado, a frase Inhotim para está sobre uma faixa vermelha, seguida da palavra cadeirantes sobre uma faixa azul. Logo abaixo, a frase por Ieska Tubaldini está em uma faixa amarela. Ocupando uma parte da faixa azul e amarela, uma pequena faixa roxa escrito Parte II. Fim da descrição.

Você chegou aqui e não faz ideia de quem eu sou. Está certo, não te culpo por isso! Olá! Eu sou a Ieska (com "i"!) e a Fatine me convidou para essa pequena invasão no mês de janeiro. Começamos falando do Instituto Inhotim e pode ser que você encontre mais sentido nisso tudo se começar … Continue lendo INHOTIM PARA CADEIRANTES – parte II

Todo mundo quer um match

Ia esperar terminar todas as temporadas antes de escrever este post, mas estava me coçando para falar sobre isso, rs. Dia desses vi uma pessoa no facebook recomendando o documentário "Undateable" na Netflix. Trata-se de uma série de histórias de pessoas com deficiência enfrentando a dura jornada em busca de um amor. São várias pessoas … Continue lendo Todo mundo quer um match

O que podemos fazer?

Certo dia já não conseguia dormir direito. No começo imaginei ser cansaço demais, excesso de preocupações do trabalho refletindo no meu organismo. A noite foi trocada pelo dia e as tarefas não eram executadas com a mesma intensidade. Neste ponto meu alerta ligou, como uma ficha caindo admiti o meu problema: era ansiedade. Lá vamos … Continue lendo O que podemos fazer?