Beleza onde?

Card com bordas brancas e um quadrado roxo no centro. No interior dele, na parte superior está uma aspas brancas com outra de bordas rosa sobrepondo. Abaixo o texto: "A rígida rejeição feminista dos desejos femininos por beleza enfraqueceu as políticas feministas. Ainda que essa estética seja mais incomum, é frequentemente apresentada pela mídia de massa como a maneira de pensar das feministas. Não seremos livres até que as feministas retornem à indústria da beleza, retornem à moda e criem uma revolução contínua e sustentável. Não saberemos como amar o corpo e a nós mesmas.” O feminismo é para todo mundo: Políticas arrebatadoras - bell hooks. Logo abaixo a assinatura @disbuga também na cor rosa. Fim da descrição.

"A rígida rejeição feminista dos desejos femininos por beleza enfraqueceu as políticas feministas. Ainda que essa estética seja mais incomum, é frequentemente apresentada pela mídia de massa como a maneira de pensar das feministas. Não seremos livres até que as feministas retornem à indústria da beleza, retornem à moda e criem uma revolução contínua e … Continuar lendo Beleza onde?

Luke, eu também tenho deficiência

Texto originalmente escrito para o Facebook em 2015 e revisado em 2020. Quando falamos sobre deficiência é comum discutirmos sobre a capacidade de fazer/ser dos sujeitos, autonomia, mobilidade e outros temas relacionados ao corpo. Atualmente, o capacitismo tem sido amplamente debatido nas redes sociais, meios de comunicação e salas de aula. Ao fazer este texto … Continuar lendo Luke, eu também tenho deficiência

De que mulher estamos falando?

Card de ilustração

Lembro quando iniciei minhas primeiras leituras sobre feminismo, senti um certo incômodo com a ideia de mulher debatida nas rodas de conversa. Era uma pessoa que não se parecia comigo, desconhecia minha existência apesar de termos a mesma definição de gênero. "E não sou mulher?", me perguntava. Mais tarde descobri que em 1851, Sojouner Truth, … Continuar lendo De que mulher estamos falando?

Um corpo a ser encarado

“Ele me olhava com cara de horror!” Foi o que uma seguidora, mulher com deficiência, disse ao me contar como uma criança a observava na rua. Para minha felicidade, ela não se abateu. Afinal, não era a primeira vez que este tipo de reação acontecia, tampouco seria a última. Incomodou-se com a falta de orientação … Continuar lendo Um corpo a ser encarado

5 anos de LBI

Descrição da imagem: Card com uma foto em preto e branco de uma mulher negra, cadeirante, segurando um tablet na mão conversando com pessoas sentadas a sua frente. No canto superior a direita tem um retângulo fino na cor azul. Logo abaixo o seguinte texto em branco: 5 anos de criação Lei Brasileira de Inclusão … Continuar lendo 5 anos de LBI

Freaks: a deficiência como espetáculo para as massas

Descrição de imagem: Foto em tons rosa de uma mulher anã usando um vestido do século XIX. Sua expressão é séria, olhando para a direita. Ela está escorando em um toco de madeira. A esquerda, próximo a sua cabeça, o texto “Freaks, a deficiência como espetáculo para as massas”. Fim da descrição. Nos meados do … Continuar lendo Freaks: a deficiência como espetáculo para as massas

A deficiência na figura mais linda do mundo

Imagem dividida ao meio na vertical. Ao lado esquerdo, em tons azuis, a foto de uma estátua feminina nua sem os braços. Ao lado direito, com o fundo rosa, o texto em azul: Ela não tem braços nem mãos, embora o toco da parte superior do braço direito se estenda até o peito. Seu braço … Continuar lendo A deficiência na figura mais linda do mundo

O que aprendemos com o episódio da Havan?

Se há uns quatro anos dissessem que receberia em meu whatsapp um vídeo de um empresário reclamando da obrigatoriedade de acessibilidade em sua loja, provavelmente minha primeira reação seria rir e desacreditar em tamanha audácia. Ninguém seria tão cara de pau assim. Os anos passaram, as coisas mudaram e hoje vemos que isso não só … Continuar lendo O que aprendemos com o episódio da Havan?

Mulheres clandestinas

A noite estava uma delícia. Um encontro de amigas virtuais regadas a muita piada, curiosidade e histórias inusitadas. Entre um caso e outro, reflexões sobre nossas experiências como mulher com deficiência, apesar de uma de nós não ter esse "local de fala". Estava ali de olhos e ouvidos atentos como uma boa amiga feminista costuma … Continuar lendo Mulheres clandestinas