Conheça a atriz Liz Carr ou Como evitar cripface em filmes e séries

Imagem de destaque

É, eu sei. O título desse texto ficou enorme, porém em minha defesa precisava colocar tudo o que o trabalho da Liz representou para mim e, talvez seja o mesmo para você. Se você não me conhece, precisa saber do meu gosto por filmes de ficção científica, fantasia, distopia e afins para entender melhor esse … Continue lendo Conheça a atriz Liz Carr ou Como evitar cripface em filmes e séries

Dica de filme: Fuja (Netflix)

Descrição da imagem: Card com foto grande em preto e branco de uma mulher branca de cabelos compridos ocupando toda a esquerda. Dentro da cabeça, em tamanho menor, está uma foto em vermelho de uma jovem branca sentada em uma cadeira de rodas dentro de sua cabeça. Ela está gritando com expressão de pavor, enquanto a mulher está serena. À direita, próximo ao rodapé, está uma barra vermelha se esvaindo em direção a foto. Em cima da barra está escrito "Dica de Filme" na cor vermelha. No rodapé à esquerda está a assinatura @disbuga na cor vermelha. Fim da descrição.

Dica de filme: Fuja (Netflix) Fazia tempo que um filme não me provocava tanto quanto "Fuja", novo filme de Sarah Paulson disponível na @netflixbrasil. O suspense conta a história de uma mãe superprotetora que cuida de Chloe, uma adolescente com deficiência, em uma cidadezinha no interior dos Estados Unidos. A história começa com muito mistério … Continue lendo Dica de filme: Fuja (Netflix)

Luke, eu também tenho deficiência

Texto originalmente escrito para o Facebook em 2015 e revisado em 2020. Quando falamos sobre deficiência é comum discutirmos sobre a capacidade de fazer/ser dos sujeitos, autonomia, mobilidade e outros temas relacionados ao corpo. Atualmente, o capacitismo tem sido amplamente debatido nas redes sociais, meios de comunicação e salas de aula. Ao fazer este texto … Continue lendo Luke, eu também tenho deficiência

De que mulher estamos falando?

Card de ilustração

Lembro quando iniciei minhas primeiras leituras sobre feminismo, senti um certo incômodo com a ideia de mulher debatida nas rodas de conversa. Era uma pessoa que não se parecia comigo, desconhecia minha existência apesar de termos a mesma definição de gênero. "E não sou mulher?", me perguntava. Mais tarde descobri que em 1851, Sojouner Truth, … Continue lendo De que mulher estamos falando?

Freaks: a deficiência como espetáculo para as massas

Descrição de imagem: Foto em tons rosa de uma mulher anã usando um vestido do século XIX. Sua expressão é séria, olhando para a direita. Ela está escorando em um toco de madeira. A esquerda, próximo a sua cabeça, o texto “Freaks, a deficiência como espetáculo para as massas”. Fim da descrição. Nos meados do … Continue lendo Freaks: a deficiência como espetáculo para as massas